Do you want to…

Take some time and meet our Employees?

...or maybe see some Facts about us?

Our team

Projects
98
Coffee cups
421
Customers
814
Awards
221

What our clients say

“…Descobri-a um dia, não sei há quanto tempo nem como, mas sei que foram a água fluída e límpida das suas palavras e a intensidade das suas imagens que me levaram até aos seus MOinhos. Tenho como principio de vida que a comunicação, seja ela qual for, é a base de toda a relação. Foi talvez por isso que percebi que, mais do que conhecer e experienciar o lugar por que me fez apaixonar a cada uma das suas partilhas, tinha que conhecer a pessoa que estava por detrás dele. Ela é assim, como a água que corre irrequieta mas pura entre as fragas do seu rio. Transparente. Genuína. E foi assim que me recebeu. Sem ‘ses’, sem ‘porquês’. Para quê? Para comungarmos um dia diferente e bonito, estreitarmos caminhos e encurtar a distância dos 300 quilómetros que nos separam…”

Deixa entrar o sol

“…os Moinhos, não me canso de repetir, são um paraíso. É um pequeno paraíso à distância de 40 minutos do Porto. Nos Moinhos o tempo deixa de existir, os pássaros cantam mais afinados, a água tem uma melodia própria, e qualquer petisco que lá comam vai-vos saber ainda melhor. Se calhar estou a ser exagerada, mas não me parece… Ou então, talvez sejam as mãos da Eduarda, que tudo em que toca transforma num tesouro…”

Maria João

“…Nos Moinhos de Ovil tudo é simples e, ao mesmo tempo, tudo foi pensado ao pormenor para nos encantar e prender. De outro modo, como é que se explica que ainda antes de sair já estivéssemos a fazer planos para voltar, quem sabe no verão para apreciar as águas a passarem mais calmas aos nossos pés, tomar o pequeno-almoço no alpendre, talvez pescar uma truta para o jantar…”

My Common Table

“…Todos os cantos são desenhados e integrados na paisagem como se a mão do homem fosse apenas um condão. A Eduarda recebeu-nos com uma mesa farta e não havia na casa, um pormenor que fosse, que não fosse pensado para nós. Foi amor à primeira vista, e hoje já é terça e continuamos apaixonadas. Como aquele livro que relemos o penúltimo capitulo vezes sem conta, para adiar o fim. E assim faremos, enquanto estivermos aqui, presas no mais doce dos penúltimos capítulos…”

Isabel Saldanha

Our Work

Who we are?

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Praesent finibus enim ac quam pretium, vel tempor est laoreet. Curabitur consequat, nisi nec convallis viverra, sem turpis iaculis ex, ut mollis lorem elit a nulla.

  • Quisque ultricies ex eu ligula
  • Ut gravida tortor ut felis varius
  • Lorem ipsum dolor sit amet
Design
87%
Development
93%
Photography
77%
Strategy
82%

WANT TO KNOW MORE ABOUT OUR COMPANY? CURIOUS WHAT ELSE WE DO?

About us

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Maecenas vel placerat magna, eget scelerisque est. Ut tincidunt, sem vehicula sodales blandit, sem nisi pharetra dui, hendrerit pulvinar ante lectus eu lectus. Quisque sed enim fermentum, condimentum nisi nec, consequat lacus. Sed massa metus, tincidunt quis condimentum eget, viverra id sem. Nam dapibus nibh consectetur, accumsan libero sed, dictum augue. Nulla cursus tortor in felis cursus volutpat. Aenean laoreet sapien et justo ultrices, at pellentesque dui semper. In quis leo id sem semper accumsan nec vitae eros. Ut non hendrerit diam. Curabitur malesuada arcu sit amet nulla vulputate imperdiet.

Latest news

A culpa é do bacalhau

Hoje levei na cabeça e muito bem, por não actualizar este blog. Disse que ia mudar-lhe o nome para “mini blog” pois está mesmo pequenino, assumo. Não é por falta de fotos, de histórias e de vontade de as contar, que tenho adiado.  Sei que devia contar histórias cá da […]

Trolls da minha vida

Não tinha título para este texto, nem sabia muito bem como lhe havia de pegar e hoje quando fui ao cinema ver Os Trolls, percebi logo que aqueles seres tão diferentes e que acreditavam que a felicidade é ao mesmo tempo tanta e pouca coisa, só podíamos ser nós. A […]

Volta sempre ao lugar onde foste feliz

Fui ao Douro Vinhateiro. Ao único lugar que conheço, a seguir aos meus MOinhos, onde me sinto pequenina perante tanto a entrar-me pelos poros. E quero falar-lhe dum momento egoísta. Do meu momento. Também tenho direito. Muito poucas pessoas me conhecem bem e aqui fica mais uma fatia de mim. […]